Publicado em

Tino Freitas

TINO FREITAS é escritor, jornalista, contador de histórias e mediador de leitura do projeto Roedores de Livros, no Distrito Federal. Tem mais de 20 livros publicados. Suas obras caracterizam-se pelo humor, a crítica social e o experimento com o suporte (papel/folha/livro objeto) enquanto importante elemento condutor da narrativa.
Alguns dos seus livros já receberam prêmios, como o Jabuti, o Selo Altamente Recomendável para Crianças, da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil), além de integrarem seleções de destaque nacional (Selo DISTINÇÃO da Cátedra Unesco de Leitura PUC-RIO e Os 30 Melhores Livros do Ano, da Revista Crescer) e internacional (Catálogo de Bologna). Suas obras foram selecionadas para programas como PNBE, PNAIC, PNLD Literário e o LEIA PARA UMA CRIANÇA.

Publicado em Deixe um comentário

Nina Anderson

Desde muito pequena, ainda nas aulas de artes na escola. Nina Anderson já pensava em ser ilustradora de livros infantis. Realizou seu sonho ainda jovem, ilustrando livros da mãe. Hoje é uma reconhecida ilustradora brasileira com diversos livros publicados. Em Numeranimais, lançado pelo Selo Camaleão da faria e Silva Editora, ela brinca com as formas dos números, apresentando os numerais de maneira lúdica e divertida aos pequenos leitores.

Publicado em Deixe um comentário

Madalena Matoso

Nasceu em Lisboa em 1974. É ilustradora. Tem uma licenciatura em Design de Comunicação, pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa e uma pós graduação em design gráfico editorial pela Universidade de Barcelona.

Em 1999 criou o Planeta Tangerina com três amigos.

Recebeu o Prémio Nacional de Ilustração em 2008 e 2018 e menções especiais em 2006, 2007, 2009 e 2014; Prémio Ilustração de Livro Infantil Festival de BD Amadora em 2008 e 2011 e Prémio Autor SPA/Livro infanto-juvenil em 2015.

Os originais do livro Não é Nada Difícil – O Livro dos Labirintos foram selecionados para a exposição de ilustração da Feira Internacional do Livro Infantil / Bolonha 2018. Este livro recebeu também uma Menção Honrosa na categoria “Children’s Picture Books” na Feira de Direitos de Nova Iorque.

O livro Montanhas recebeu uma menção especial do júri na Feira de Bolonha na categoria Arte, Arquitetura e Design (Bologna Ragazzi Awards 2018).

Dá aulas de Ilustração na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa desde 2010.

Publicado em Deixe um comentário

Isabel Minhós Martins

Nasceu em Lisboa, em 1974, o ano da revolução do 25 de Abril.

Quando era pequena queria ser jornalista, arqueóloga ou pediatra. Não foi nenhuma das três, mas gosta muito do que faz.

“Para mim, escrever é como escavar: encontramos sempre alguma coisa, às vezes minhocas, às vezes água, pedras, raízes, túneis…um sapato perdido.
Gosto de escrever porque quase sempre encontro coisas inesperadas. Gosto de ler pela mesma razão: alguém escavou, escavou, escavou e encontrou alguma coisa que veio mostrar através das palavras.”

Estudou na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, trabalhou como criativa na área da comunicação para crianças e, mais tarde, com um grupo de amigos, fundou a editora Planeta Tangerina.

Alguns dos livros que escreveu foram distinguidos por prémios ou instituições ligados ao livro para a infância: Catálogo White Ravens, Prémio Andersen, Banco del Libro, Sociedade Portuguesa de Autores (2015), Gustav-Heinemann Friedenspreis (2017), Deutscher Jugendliteraturpreis (2017).

Muitos dos seus livros estão publicados noutros países (França, Brasil, Coreia, Reino Unido, Itália, Espanha, Holanda…).

Publicado em Deixe um comentário

Alexandre Le Voci Sayad

Alexandre Le Voci Sayad é jornalista e educador, diretor da ZeitGeist e co-chairman internacional da aliança internacional da UNESCO em educação midiática, a UNESCO MIL Alliance. É colunista do jornal A Gazeta do Povo e da Revista Educação, e autor vários livros, entre eles “Idade Mídia – A Comunicação Reinventada na Escola”. É também apresentador do programa “Idade Mídia”, no Canal Futura, e do canal MídiaMundo no Youtube. É membro do conselho consultivo do programa Educamídia e do conselho científico da revista acadêmica Comunicar (Universidad de Huelva, Espanha). É também pesquisador em Inteligência Artificial e Ética da PUC-SP.

Mais informações: alexandresdayad.com

Publicado em Deixe um comentário

José Santos

José Santos é mineiro de Santana do Deserto, onde nasceu em 1959. Vive em São Paulo desde 1991. Escreve livros para crianças e jovens.  Já publicou cerca 50  títulos.

Recebeu da Fundação Nacional do Livro Infantojuvenil- FNLIJ o selo Altamente Recomendável em três de seus livros. Em 2018, o livro Infâncias – daqui e de além mar, escrito com o português José Jorge Letria, recebeu desta fundação o prêmio de Melhor Livro em Língua Portuguesa.

Finalista do Premio Jabuti da CBL por  três vezes e premiado em 2016 na categoria livro infantil. Tem projetos realizados em parceria com importantes ilustradores como Alcy, Laurabeatriz, Guazzelli,  Jô Oliveira, Maurício de Sousa e Eliardo França.

Trabalha temas da cultura popular portuguesa desde 2009. Tem seis livros sobre o tema, como Rimas de Lá e Cá e Infâncias, ambos com José Jorge Letria e Viagem às terras de Portugal, com Afonso Cruz. Além das viagens da Turma da Mônica a Portugal e aos países de língua portuguesa, feitos com Mauricio de Sousa.

Publicado em

Tainan Rocha

Bixo solto desde 1989. Corre no campo das palavras, dos traços e dos sons já há mais de uma década. Entre publicações independentes e através de grandes editoras, já ilustrou e escreveu alguns livros, e desenhou diversas HQs, como Que Deus te Abandone, com André Diniz (publicado em Portugal), Crônicas da Terra da Garoa, em parceria com Rafael Calça e também Savana de Pedra, ao lado de Felipe Castilho e Wagner Willian. Com esta última obra, figurou entre os finalistas do Prêmio Jabuti.

Leciona ilustração na Quanta Academia de Artes, onde se formou e hoje é coordenador.

Publicado em

Eloar Guazzelli

Eloar Guazzelli Filho (Vacaria, 1962) é um ilustrador, animador e quadrinista brasileiro. Publica quadrinhos desde os anos 1990, tendo sido premiado no Yomiuri International Cartoon Contest (1991) e no Salão Internacional de Humor de Piracicaba em 1991, 1992 e 1994. Também foi primeiro colocado na 2ª Bienal Internacional de Quadrinhos, no Rio de Janeiro, na categoria “Quadrinhos”.

Guazzelli também ganhou o Troféu HQ Mix: Desenhista revelação em 1994; livro infantil em 1999 e 2000; e publicação independente edição única (com O relógio insano) em 2008.

Formado em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, apresentou em 2009, uma tese de mestrado sobre o quadrinista Renato Canini na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

Em 2010, publicou pela editora Peirópolis, uma quadrinização do conto Demônios de Aluísio Azevedo. Ganhou o Prêmio Jabuti com suas ilustrações para também adaptação de um clássico em Fernando Pessoa.