Há uma gota de sangue em capa poema

Mario de Andrade27,00Comprar
 

Primeiro livro publicado por Mário de Andrade, sob o pseudônimo de Mario Sobral, no ano de 1917. Apesar da discutida influência da literatura francesa, alguns dos poemas mais impactantes deste livro podem ser lidos como gritos de liberdade transnacional, para tempos objetiva ou subjetivamente sombrios.

A obra do autor, posterior à publicação deste livreto de poemas, voltou-se mais à busca por uma identidade cultural brasileira que, se não vemos nestes poemas, não os desmerecem no conjunto da obra de Mario de Andrade, mas certamente os destaca, fazendo com que somente agora, com o autor entrando em domínio público, sejam reeditados na íntegra visto que, até onde tenho notícia, não fora reeditada nos anos posteriores a sua primeira edição.

TAGS: Mário de Andrade | modernismo | Poesia